De Jogo pra Quadrinho – Street Fighter

De Jogo pra Quadrinho – Street Fighter

Curiosamente, os jogos de luta parecem ser uma boa fonte de histórias em quadrinhos.
Esta série de longa duração foi licenciada pelo desenvolvedor/editor Capcom e regularmente publicada pela UDON Entertainment. Os próprios quadrinhos dão muito mais contexto para os eventos que acontecem em cada jogo, que muitas vezes são relegados a cenas curtas para voltar à ação o mais rápido possível. Nas inúmeras edições lançadas ao longo de um período de mais de 10 anos, os fãs descobriram mais sobre o relacionamento de Ryu com Sakura como sua professora, suas lutas com o Dark Hado e as derrotas que ele sofre em sua jornada para ser o mais forte. Não é só focado em Ryu, porém, como várias outras minisséries de “Street Fighter” “foram criadas para focar nas histórias de Sakura, Chun-Li, Ibuki e, mais recentemente, Cammy.

A história em quadrinhos é ótima porque mostra os lutadores tendo uma vida fora dos torneios que frequentam. Eles têm empregos, relacionamentos e às vezes até algumas piadas ruins. A arte por trás de cada livro também não é tão pobre. UDON Entertainment é um coletivo de arte premiado de artistas inspirados em quadrinhos que trabalham com essas questões. Seu envolvimento tornou a arte de “Street Fighter” adequadamente enérgica, brilhante e única.


Fique sempre por dentro do melhor conteúdo GAMER e GEEK, acompanhe o GCO nas redes sociais: Facebook e Instagram.

Compartilha aí, Gamer!
0 0 voto
Article Rating
Se inscrever
Notificar de
0 Comentários
Inline FeedbaFeedbacks em linhacks
Ver todos os comentários