De Jogo para Quadrinho – Tomb Raider

De Jogo para Quadrinho – Tomb Raider

Lara Croft fez parte de uma reinicialização espetacular em “Tomb Raider” de 2013 e fechou 2015 com uma sequência épica “Rise of the Tomb Raider”.

O único problema é que, no primeiro jogo, Lara tinha um grupo de amigos que ela lutou para proteger, apenas para alguns deles desaparecerem inexplicavelmente no segundo.

Certo, nenhum deles realmente fez muito em relação ao enredo da história, mas Lara parecia pensar que valia a pena sobreviver a uma ilha cheia de morte. A série de quadrinhos de 18 edições intitulada “Tomb Raider”, escrita por Gail Simone e a escritora de jogos Rhianna Pratchett, aborda exatamente essa lacuna.

Os livros cobrem vários arcos que incorporam o mesmo grupo de pessoas que sobreviveram à provação na ilha perdida de Yamatai durante o primeiro jogo. Lara e seus amigos trabalham para lutar contra os cultistas Solarii, desfazer uma misteriosa organização chamada Trinity e tentar ajudar Sam em sua luta após os eventos em Yamatai.

Lara tem pesadelos após suas experiências bastante traumáticas na ilha, enquanto seu amigo Sam sofre de visões distorcidas da Rainha Himiko. Isso cria um conflito para Lara, pois ela vê o dano colateral de todas as suas aventuras à sua frente. “Tomb Raider” se destaca por não apenas dar um pouco mais de contexto a “Rise of the Tomb Raider”, mas também abordar o impacto dos eventos do jogo nos personagens.

A equipe de Croft nada mais era do que criadores de enredo no primeiro jogo, então é bom ver os quadrinhos dando a eles um papel mais definido na vida de Lara. Enquanto a Top Cow detinha a licença de quadrinhos “Tomb Raider” por anos, ela mudou para a Dark Horse em 2014.


Fique sempre por dentro do melhor conteúdo GAMER e GEEK, acompanhe o GCO nas redes sociais: Facebook e Instagram.

Compartilha aí, Gamer!
0 0 voto
Article Rating
Se inscrever
Notificar de
0 Comentários
Inline FeedbaFeedbacks em linhacks
Ver todos os comentários