O Homem Aranha nos Games

O Homem Aranha nos Games

Conheça os principais jogos do Homem Aranha e como foram criados

Homem Aranha, do original “Spider-man”, criado pela lenda dos quadrinhos, Stan Lee, em 1962, tem um total de 35 jogos, além daqueles em que aparece como DLC ou personagem convidado. Nosso foco, então, será explorar os mais importantes para a evolução do herói nos videogames.

Spider-Man

Em 1982, temos o primeiro jogo criado: Spider-Man, para o Atari 2600, produzido pela Parker Brothers e lançado pela Atari. O jogo consistia em escalar prédios, capturar criminosos e desarmar bombas colocadas pelo Duende Verde. Era possível jogar em até 2 jogadores, um de cada vez. O jogador pode escalar o prédio na vertical ou jogando teias na diagonal, capturando os bandidos. Chegando lá em cima, tem algumas bombas para desarmar, e no topo de cada prédio tem uma bomba armada pelo inimigo do Aranhudo.

Homem Aranha
Spider-man, 1982, Atari 2600.

Você tinha um tempo para chegar ao topo, representado por uma barrinha na parte inferior, que aumentava caso conseguisse salvar algum morador em perigo ou desarmar bombas, e havia a opção de alterar a dificuldade apertando um simples botão, fazendo o tempo ficar maior ou menor.

Um jogo simples, porém difícil, como era um padrão de sua época. A partir daí foi dado o início aos inúmeros jogos do Aranha.

Spider-Man And The X-Men In Arcade’s Revenge

Nos anos 90, com o crescimento do mercado de games, houve um boom de jogos do Aranha. Em 1992, “Spider-Man and the X-Men in Arcade’s Revenge” (título gigante e impossível de se repetir três vezes, desafiamos você a tentar), saiu para Super Nintendo e Sega Genesis, produzido pela Software Creations.

No jogo, você tinha que resgatar 4 X-Men (Wolverine, Ciclope, Tempestade e Gambit) do assassino chamado Arcade (“Fliperama”, a metalinguagem mandou um alô). O jogo é uma mistura dos gêneros plataforma lateral com Beat’em Up (“derrote todos eles”), lembra os clássicos Final Fight e Power Rangers, com o diferencial de poder escalar paredes e se balançar pelas teias de aranha. Já havia uma gama de ações e movimentos, como dar socos, soltar teias e saltitar pelo cenário, tudo isso ainda em duas dimensões.

Spider-Man and the X-Men in Arcade’s Revenge, 1992, Sega Genesis.

Spider-Man, Playstation

Nos anos 2000, os jogos do Aranha começaram a ser publicados pela Activision, que já era mais conceituada, com maior equipe e orçamento. Spider-Man (reclamamos de nomes grandes, mas também não copiar o nome dos anteriores) foi lançado em 2000, originalmente para Playstation e Nintendo 64, e posteriormente lançado para PC e Dreamcast.

A história do jogo consiste em um Homem Aranha impostor, que invade uma demonstração do Dr. Octopus, em uma feira de ciências, e rouba o equipamento dele, incriminando o verdadeiro Aranha. As cutscenes do jogo eram pré-renderizadas, o que significa que foram cenas modeladas em 3D, texturizadas e completamente finalizadas, apenas colocadas no disco do jogo. O que não acontecia com as partes em que você joga, cujo 3D ia se renderizando conforme o jogador avança.

Spider-Man, PS1, Cutscenes / Jogabilidade.

O jogo tinha poucas fases externas, devido à limitada capacidade de processamento de grandes ambientes em 3D no PS1, então existiam poucos prédios e apenas a viagem de um para outro pelas teias, com alguns inimigos nos terraços, mas a maioria dos estágios e das lutas eram em espaços internos.

Em parceria com a Neversoft, o jogo usa a mesma engine de Tony Hawk’s Pro Skater 2, criada pela empresa e também de 2000, um eterno clássico dos jogos de skate. Existe até um um easter egg em Tony Hawk’s, você pode desbloquear a skin do Homem Aranha no modo carreira.

Skin do Homem Aranha em Tony Hawk’s Pro Skater 2, 2000.

Em 2001, a Vicarious Visions, mesma produtora de Crash Bandicoot e da série Guitar Hero, lança a sequência: Spiderman 2: Enter Electro. Ele segue o mesmo estilo do primeiro, com a mesma engine e poucas inovações, e acabou não se destacando na história do personagem nos games. O auge do Amigo da Vizinhança ainda estaria por vir, na próxima geração de videogames.

Spider-Man, Playstation 2

E o Aranha chega ao videogame mais vendido de todos os tempos! Em 2002, depois do sucesso do primeiro filme do Homem Aranha, com o Tobey Maguire e dirigido pelo Sam Raimy, a Sony lança o jogo Spider Man (mesmo nome, videogame diferente). O jogo também foi lançado para Game Cube, Windows, Xbox e Game Boy Advance (uma versão bem reduzida).

O jogo mostra muitas cenas que não aparecem no filme, expandindo a história de origem do Homem Aranha, como perseguições ao ladrão que matou seu tio. Na jogabilidade, segue o mesmo estilo dos jogos do PS1, derrotar inimigos em áreas internas ou em cima de prédios, mas com uma jogabilidade externa de uma qualidade muito maior, agora que a nova geração permitia maior desempenho gráfico e processamento de dados em 3d: mais prédios, mais liberdade, mais diversão.

Spider-Man, Playstation 2, 2002.

Existe um medidor de altura nas cenas externas, se o personagem chegar perto demais do chão, o Aranha morre. Assim que saiu, foi um sucesso, considerado por muitos críticos como o melhor Spider Man já feito, mas enfrentou críticas relacionadas aos níveis internos, a dublagem do amado Tobey, a câmera confusa e a duração do jogo, que era de aproximadamente 3 horas. Apesar delas, o Spider-Man de 2002 pavimentou o caminho para o que seria sua sequência, considerada por décadas o melhor jogo de super-heróis da história.

Spider-Man 2

Vamos tentar segurar as lágrimas: lançado em 2004, o maravilhoso Spider-Man 2, um “flagship” da geração, o produto principal, lançado para que as pessoas comprassem um console só para jogá-lo. Saiu para Playstation 2, Game Cube, Xbox, N-Gage, PSP, Windows, Mac e GBA, o jogo estendeu o mundo semiaberto dos anteriores, inovou na simulação da física no balanço de teias em todas as direções.

Foi o primeiro jogo do Homem Aranha que te dava liberdade para fazer o que quiser, escolher missões da história, missões secundárias ou simplesmente ficar zanzando pela cidade e evitando (ou espalhando) o caos.

Spider-Man 2, Playstation 2, 2004.

Os desenvolvedores relatam que tinham acabado de assistir ao segundo filme da trilogia de Sam Raimy (na qual a história do jogo foi baseada) e saíram do cinema extasiados, querendo passar esse sentimento de SER o homem aranha para o que estavam produzindo. Além de apenas se balançar nas teias e escalar, gostariam que o jogador pudesse andar pelas ruas, interagir com pessoas, impedir crimes que aconteciam do nada e até trabalhar como entregador de pizza, emprego do Peter Parker de Tobey Maguire nos filmes.

Entregando pizzas em Spider-Man 2.

O designer Jamie Fristom estava insatisfeito com o balançar de teias do jogo anterior, mais travado, sem uma movimentação totalmente em 360º. Se baseou na mecânica do jogo Rocket Jockey, onde o foguete controlado pelo jogador se prendia em pilares para mudar drasticamente a direção do voo. A nova mecânica melhorou a fluidez de movimentos, da ação das forças de puxar e ser puxado no corpo do Aranha, e acabou atingindo um nível nunca antes visto em qualquer jogo com tanta movimentação aérea.

A ação dos foguetes e cabos de Rocket Jockey, 1996, PC.

Spider-Man 2 foi, é claro, aclamado pela crítica, principalmente pela mecânica das teias e a liberdade que o mundo aberto trazia, sendo carinhosamente apelidado de “Grand Theft Spider-man”.

O jogo conseguiu representar Manhattan muito fielmente, com prédios inspirados em edifícios reais, a Broadway, o Central Park, as lojinhas e restaurantes, e combinar essa verossimilhança com você fazendo o papel do Homem-Aranha, era simplesmente maravilhoso! É considerado por muitos, até hoje, o melhor jogo do Aranha de todos os tempos.

Com o passar dos anos, mais jogos do Aranha foram saindo para as gerações seguintes, mas esse é um assunto para outro Conta & Joga. Não devemos abusar de nossos poderes de síntese, afinal: com grandes poderes, vem grandes responsabilidades.

E você, qual é sua experiência com os jogos do Aranha? Qual o melhor que já jogou? Conta para a gente nos comentários!


Esse conteúdo é propriedade do canal Conta & Joga, criado por Mateus Foca e Danilo Fernandes.

Para acessar mais vídeos e um conteúdo exclusivo e inédito toda semana, se inscreva no canal!

Siga o C&J nas redes sociais:

Instagram: @contaejoga

Twitter: @contaejoga


Fique sempre por dentro do melhor conteúdo GAMER e GEEK, acompanhe o GCO nas redes sociais: Facebook e Instagram.

Compartilha aí, Gamer!
5 2 votos
Article Rating
Se inscrever
Notificar de
0 Comentários
Inline FeedbaFeedbacks em linhacks
Ver todos os comentários